Menu fechado

Lei Geral de Proteção de Dados

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), sancionada em 2018, define que toda empresa,
independente de seu porte, que colete, armazene e trate dados de pessoas, ou que permitem identificá-las em
seu dia-a-dia, tais como folha de pagamento, contato de fornecedores, ou contratos, deverão adequar-se às suas
determinações legais até agosto de 2020.
Para que todos os pontos sejam atendidos, um Programa de Privacidade & Proteção de Dados deverá ser
implantado, cobrindo os 3 pilares fundamentais :
• Tecnologia
• Jurídico e
• Processos/Gestão.
A partir desta lei, o Brasil iguala-se a mais de 100 países que já possuem norma sobre o assunto, alterando o
cotidiano de usuários, empresas e do Poder Público.
Nós Grupo MIR possui expertise em projetos de adequação às diversas leis de Proteção de Dados, incluindo a da
União Europeia (GDPR), em diversos clientes no mundo.
Podemos auxiliar sua empresa no processo de
adequação na validação de conformidade com LGPD e na governança ao monitorar KPIs, gerenciar processos e
interfaces com reguladores.

A Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) foi inspirada na regulação europeia, General Data Protection Regulation (GDPR), e define como indivíduos e entidades públicas e privadas devem tratar informações pessoais ou de qualquer outra natureza.

– Precisam de consentimento dos clientes para coleta e uso de dados pessoais (sem tal autorização não poderá realizar)
– Se a empresa descumprir será multada em até 50 milhões e suspensão ou proibição de manuseio de novos dados
– Dados armazenados já numa base de dados devem ser ajustados para se “trabalhar”, nesse sentido investimento em solução que seja capaz de prover gestão de dados, garantam a segurança de transferências de dados e controlem o acesso às informações 
– A lei abrange todos setores, fornecedores, pessoas físicas, terceiros etc
 

Solução e consultoria